quinta-feira, 31 de maio de 2007

O lado bom do frio

Frio! Muito frio! Pois é, esse ano o frio chegou castigando e promete muito mais. E como o fim de semana se aproxima precisamos um pouco de calor. Em várias regiões do país esse ano já bateu recordes de temperaturas baixas, em Curitiba há décadas os termômetros não marcavam temperaturas tão baixas.

Vivemos num país tropical, então qualquer friozinho todo mundo corre para casa e não sai por nada. Isso que ainda não estamos no inverno que iniciará às 15:06 do dia 21 de Junho.

Como não tenho dinheiro para passar uma temporada em Campos do Jordão-SP fui atrás de umas dicas para esquentar a temperatura e melhor ainda se estiver acompanhado.

Uma combinação excelente é a dobradinha fondue + vinho, se tiver lareira na sala completa o clima romântico. Para os apaixonados não tem coisa melhor.

Quem é solteiro já se contenta com um conhaque para aquecer a alma e para quem não bebe e para a criançada nada melhor que a boa e velha sopa ou um chocolate quente. . Não podem faltar vários DVDs para assistir debaixo dos ededrons.



Olha que beleza!


Segue uma receita de fondue de chocolate, um dos preferidos no inverno:

INGREDIENTES:

* 400g de chocolate ao leite em barra
* 100g de chocolate meio-amargo
* 1 lata de creme de leite light
* 1 cálice de licor de Amarula
* frutas picadas ( banana, morango, kiwi )
* marshmallow

MODO DE PREPARO:

1. Derreta no microondas o chocolate, colocando num recipiente de vidro, próprio para microondas.
2. Deixe em potência alta por 1 minuto, retire e veja se dá para mexer o chocolate até ficar bem derretido.
3. Caso não dê, leve ao microondas por mais 30 segundos, vá repetindo o procedimento até que o chocolate derreta.
4. Leve ao fogo médio ( do fogão) o chocolate e misture o licor e o creme de leite.
5. Mexa até ficar com uma consistência cremosa.
6. O importante é mexer sempre para não empelotar.
7. Quando estiver pronto é só levar para o richaud e servir-se, espetando as frutas e molhando na mistura.
Fonte: http://tudogostoso.uol.com.br


Não deixe de ser um cidadão consciente e doe agasalhos e cobertores para alguma campanha de sua cidade, assim você aquece alguém que precisa e o próprio coração.


Até a próxima.

quarta-feira, 30 de maio de 2007

Mil gols e dez fodas sem tirar!

No cenário esportivo nacional, o mês de maio, foi marcado pelo tão esperado 1000º gol do Romário. Que o baixinho foi um dos maiores craques do futebol nacional isso é inegável, tanto que classificou a seleção canarinho e ganhou quase sozinho a Copa de 94. Mas sua contagem de gols é polêmica pois segundo o Baixinho, conta com gols nas categorias de base e jogos festivos, a própria FIFA não oficializou o fato (mas no dia do milésimo gol sai uma nota no site da federação). Mesmo assim o país todo vem acompanhando a longa trajetória desde o gol 999 até o milésimo que veio acontecer no dia 20/05/2007 de pênalti contra o Sport pelo campeonato brasileiro onde o Vasco ganhou o jogo por 3 x 0.

Segue a frase do craque após o gol: “Aos 41 anos, Papai do Céu me deu uma oportunidade desta, e eu não esperava. Tive oportunidade de atingir essa marca não só para mim, os meus pais, a minha família, mas para o mundo todo.”

Sendo o milésimo gol ou não, foi uma façanha que me fez lembrar de outra, não menos polêmica, do próprio Romário. “Dar dez sem tirar”. Há alguns anos na revista VIP onde o baixinho foi o Homem do Mês, uma das perguntas foi mais ou menos sobre a maior façanha sexual do craque. A resposta? Dez vezes sem tirar! Tudo isso dentro de um carro. Que chove mulher na horta dele é inegável. Como diz o ditado, dinheiro na mão, calcinha no chão. Até aí tudo bem, mas essa estória (com E mesmo pois não creio que seja um fato concreto) me levantou um questionamento curioso na época. Seria possível mesmo?

Ele também é conhecido como falastrão e marrento, mas mesmo assim resolvi pesquisar e descobri que o homem saudável consegue a ejaculação até duas vezes no máximo sem perder a ereção, e a grande maioria nem isso, já na primeira sempre precisam de pelo menos uns 15 minutos para ter a próxima, sem contar os que viram para o lado e dormem deixando a mulher chupando um coisa que ela não queria, os dedos. Claro que isso não é regra e é possível SIM continuar a relação após a ejaculação/orgasmo, porém não é tão simples assim.

Nessa pesquisa descobri que orgasmo masculino e a ejaculação podem vir separados, porém requer alguma técnica que os chineses e povos do ocidente já conhecem há milhares de anos. Resumindo, a ejaculação é algo mecânico que acaba tirando boa parte da energia do homem, por isso antes de partidas de futebol jogadores ficam concentrados sem sexo, e o orgasmo é uma série de fenômenos corporais e neurofisiológicos, portanto o homem pode ter vários orgasmos sem ejacular e nem ao menos se cansar.

Achei uma matéria bem interessante sobre o assunto e vou postar aqui, segue o link:
http://camanarede.terra.com.br/orgasmo/orgasmo_12.htm

Trecho do livro Como fazer amor a noite toda...e levar uma mulher à loucura, Barbara Keesling, Editora Record, 1995 sobre o assunto:
"Quando James e sua parceira fazem amor, de modo geral ele leva dez minutos ou mais para atingir um orgasmo. Ele começa a relação sexual lentamente e vai deixando sua excitação aumentar. Então, no instante em que está prestes a ejacular, com um movimento firme, ele se introduz profundamente em Sharon e contrai o músculo que se estende da base do pênis à área situada atrás dos seus testículos. Isto lhe permite um orgasmo completo - inclusive com aumento rápido de batimentos cardíacos, contrações musculares e aquela incrível sensação de alívio - sem ejaculação. James mantém sua ereção, continua a fazer amor e pode ter mais dois a quatro orgasmos dessa forma. Quando quer parar, ele atinge o orgasmo final e ejacula. James consegue fazer isso porque conseguiu um perfeito controle dos músculos pélvicos, que entram em espasmos quando o homem ejacula."

Após ler isso vi que é possível conseguir por volta de três orgasmos sem ejacular e portanto “sem tirar”, mas até o 10º ainda está longe. Talvez praticando incansavelmente os exercícios propostos na matéria um dia chegaremos lá. Haja treinamento, quem souber de alguma professora boa no assunto me avise. :)

Com licença que agora vou atrás de minha namorada para fazer uns testes. :D

Até a próxima.

terça-feira, 29 de maio de 2007

Pai dos Burros

Quando queremos nos expressar de forma escrita, mesmo no mais simples bilhete num papel de pão, devemos nos atentar aos possíveis erros gramaticais e de concordância. Por mais singelos que sejam, os erros de português acabam desviando a atenção do leitor ou até mesmo tirando a credibilidade do que queremos expressar.

Tenho uma “amizade” com uma garota (notem que amizade está entre aspas pois na não existe amizade entre um homem e uma mulher) que recebeu uma carta de amor toda apaixonada do pretendente, só que ao me mostrar ela mais ria dos erros de escrita do que o próprio conteúdo amoroso. Ela até confessou que sentiu uma quedinha por ele mas que a carta não cumpriu bem seu papel. Esse é um exemplo pequeno mas mostra onde quero chegar.

Antes de qualquer texto que postarei aqui, primeiro quis “bater nessa tecla” mais uma vez pois quando se escreve para um grande número de pessoas das mais diversas culturas e formação nossa responsabilidade dobra. Cansamos de ver, na internet principalmente, erros absurdos na forma escrita e na concordância dos textos. Isso piora quando vem de mídia especializadas como revistas, jornais ou livros. Claro que errar é humano, mas devemos antes de tudo nos precaver.

Nossa língua portuguesa é uma das mais difíceis e cheias de regras, porém com uma ajuda básica de nosso pai, o pai-dos-burros, teremos uma internet mais inteligente, e não “imtelijenti”. Num país que o próprio presidente não domina totalmente sua língua nativa não podemos esperar muita coisa do resto da população, mas podemos mudar esse quadro.

Creio que ninguém perde tempo escrevendo algo para o leitor abandonar seu texto já na primeira linha. Eu mesmo quando começo a ler algo e vejo que está na linguagem das pré-adolescentes fã do RBD ou dos, cada vez mais comuns, Emos já paro de ler na hora, mesmo que o conteúdo pareça interessante.

“Ningem mereci lê textu ixcritu axxim”. Parafraseando Batoré, você acha que é bonito ser feio?

Como disse logo acima sobre o tão útil e esquecido Dicionário, ele deve ser nosso aliado na hora da escrita e também leitura. O termo pai-dos-burros é bem controverso pois muitos gostariam de mudá-lo para pai-dos-inteligentes, porém no próprio dicionário Aurélio 2º Edição que tenho aqui ao meu lado diz o seguinte:

Pai-dos-burros: sm. Bras. V. Dicionário.

Para aqueles que tem preguiça até de adquirir conhecimento, o Google possui uma espécie de corretor de erros quando você faz a pesquisa com a palavra digitada erroneamente e também podemos consultar online no site Priberam.

Vou ficando por aqui pois já estou parecendo aquele velho chato e até mesmo o professor de português que nos torrava a paciência nos tempos de escola. Salve, professor!

Seguem algumas palavras para você exercitar a procura em dicionários: locupletar, espargir, coarctar.

Não esqueçam que “herrar é umano”, mas não custa nada evitar.


Até a próxima.

segunda-feira, 28 de maio de 2007

Cordeiro Mau

Esqueça a fábula do Lobo Mau e Chapeuzinho Vermelho, esse espaço é reservado aos “Cordeirinhos Maus”. Ao contrário do lobo, o cordeirinho seria convidado pela pobre Chapeuzinho para adentrar à sua casa.

Quem são os Cordeiros Maus? São aquelas pessoas, como eu, acima de qualquer suspeita, o genro que toda sogra gostaria de ter, o filho, pai ou marido perfeito, o patrão ideal, o aluno exemplar, todo e qualquer superlativo que possa demonstrar uma pessoa do bem, que aparentemente não faria mal nem a uma mosca.


Olha ele aí!


Certamente você conhece uma pessoa assim. Mas, como muito bem sabemos, as aparências enganam. Não pense que por trás daquele sujeito simples e sereno está um anjo de pessoa. Obviamente essa não é uma pessoa ruim na concepção da palavra, o termo mau que atribuo ao cordeirinho é relativo a seus pensamentos e reflexões sobre a vida, o “eu” interior da pessoa que não transparece no dia-a-dia. Existe um abismo enorme entre pessoas desse tipo e pessoas de má indole, e que isso fique bem claro. Um cordeiro mau não é capaz de enganar, roubar, trapacear ou prejudicar alguém. O lado obscuro está apenas em seus pensamentos.

Eu mesmo sou esse tipo “acima de qualquer suspeita”, mas internamente não sou o que a maioria das pessoas pensam, ninguém imaginaria que pudesse escrever essas coisas com toda a timidez. Somos pessoas que podemos “surtar” de vez em quando, aquele que vai à suruba, é visto por alguém e quando a notícia espalha ninguém acredita. “Fulano na suruba? Duvido, ele não tem cara de fazer isso!”

Esse foi apenas um simples exemplo de que a pessoa, mesmo colocando em prática seus pensamentos mais sujos e seu lado animal tem todo o crédito de sua boa imagem e não cai em julgamento pelas pessoas quando faz alguma coisa fora dos “padrões” aceitos pela sociedade conservadora e crítica.

Por enquanto fico por aqui, em breve trabalharemos mais este assunto.


Até a próxima.